Palestrantes inusitados fazem sucesso no mercado

Bianko - Revista Veja

Fonte: Veja

Com um livro em mãos, Mágico Bianko vira-se para o público e diz: “É necessário despertar o fogo do conhecimento”. De repente, o objeto incendeia-se, e o telão ao fundo começa a transmitir imagens de homens das cavernas em volta da fogueira. Paulista de Campinas, a 100 quilômetros de São Paulo, o ilusionista, cujo nome verdadeiro é Walkyrio Bianco Jr., de 53 anos, repete esse mesmo ritual ao menos dez vezes por mês.

Ele é um dos palestrantes mais requisitados da capital na área de vendas. Faz apresentações a funcionários de empresas como Johnson & Johnson, Itaú, McDonald’s e Gerdau, e cobra 10 000 reais por evento, o que lhe garante um rendimento de 1,2 milhão de reais ao ano.

Para se ter uma ideia, o professor de MBA da FGV Cláudio Tomanini, autor de best-sellers, é apontado como o primeiro do ranking e realiza entre dez e quinze palestras mensais, que custam até 15 000 reais cada uma. Bianco Jr. já fez um diretor de departamento sumir e reaparecer triunfante dentro de um carrão, dinheiro “voar” e neve cair no palco, como a personagem do desenho infantil Frozen.

Ele atua como mágico desde o fim dos anos 80, mas passou a se dedicar a palestras há pouco mais de uma década. “Percebi que meu trabalho poderia ser bem-vindo nesse mercado e acertei em cheio”, diz. “As solicitações pelo meu serviço aumentaram 25% em cinco anos.” Palestras de figuras inusitadas como Bianco Jr. vêm ganhando espaço nessa área, dominada por filósofos, professores e esportistas.

“Na contratação pesa mais o carisma para inspirar os funcionários do que um diploma de Ph.D.”, explica Ana Tikhomiroff, diretora da Palestrarte, companhia especializada em palestras na cidade. Outra estratégia bem-sucedida nesse ramo é prender a atenção da plateia por meio de shows e performances.

O engenheiro de máquinas paulistano Helder Moreira, 47, é cover de Elvis Presley há cerca de vinte anos. Em 2011, ao conversar com Cesar Romão, advogado e jornalista referência em eventos corporativos, teve a ideia de levar aos palcos a biografia de seu ídolo, o maior vendedor de discos da história, com 1 bilhão de cópias.

Elaborou seu conteúdo baseado no site oficial do rei do rock e atualmente tira, em média, 13 500 reais por palestra — em torno de sete por mês. “Ainda sou mais procurado para entoar Love Me Tender com minha banda, mas pretendo reverter o quadro em breve”, planeja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *