Sucesso, Felicidade & Alegria

Como uma Palestra-Show com Humor e Mágica pode Motivar Equipes e Transformar Pessoas.

Jack Welch o celebrado guru de negócios e autor de best sellers internacionais decretou: “Motivar pessoas é o maior desafio que enfrentamos hoje no nosso negócio”.

A recompensa pelo trabalho bem feito de um indivíduo ou de uma equipe, além do dinheiro e do reconhecimento é a celebração, estas são as bases da motivação no ambiente de trabalho. A celebração mais do que a recompensa financeira energiza as pessoas e demonstra que elas fazem parte do processo.

Os eventos (congressos, convenções, premiações, treinamentos, etc.) são uma fantástica maneira de celebrar e demonstrar real interesse pelas pessoas e talvez a melhor ferramenta para transmitir mensagens e informações que permitirão dar continuidade a um trabalho de sucesso.

Em diversos eventos que participo vejo a emoção de funcionários que recebem homenagens pelo tempo serviço e dedicação, equipes satisfeitas com a conquista de uma certificação, outros orgulhosos com os prêmios pela superação de metas em vendas ou produtividade, ou ainda, a vibração pelo reconhecimento no caso de uma promoção merecida.

Durante minhas palestras sempre procuro valorizar estes momentos e estas conquistas, pois sei a importância do comprometimento e da sinergia entre pessoas e empresas para o sucesso nos negócios.

Um dos ingredientes que sempre utilizo é o humor. O humor é a menor distância entre duas pessoas… O homem é o único animal do planeta que ri, e o único que tem a capacidade de entreter e divertir os seus semelhantes com a comédia, seja visualmente, verbalmente, ou pela palavra escrita.

O humor é muito melhor de ser desfrutado do que de ser pensado, percebo isto agora que estou escrevendo sobre o assunto, mas o que realmente me fascina no humor é o desafio de criar situações, elaborar textos e interpretar acontecimentos que surpreendam as pessoas de maneira contundente e as façam rir, expondo assim suas emoções mais simples e sinceras.

Monteiro Lobato, um homem sério, e que por isso mesmo, fez e pensou o humor, considerava-o “a maneira imprevisível, certa e filosófica de ver as coisas”, destacando que a essência desses três itens era a imprevisibilidade. E eu gosto de dizer que: o que é previsível não emociona!

Enquanto a tragédia e o drama nascem do coração, a comédia nasce do cérebro, da inteligência, e muito mais do que induzir ao ato de rir, o humor tem a faculdade de nos conduzir à reflexão, fazendo uma análise crítica do ser humano. E por isso é uma poderosa ferramenta para quem sabe tirar proveito dele na difusão de ideias, basta ver o grande número de comerciais na mídia que utilizam o humor para desarmar o público e oferecer o seu produto.

O humor hoje é aceito como terapia para recuperação de pessoas enfermas, é utilizado por professores em salas de aula, é empregado nas relações de trabalho para aliviar o stress e melhorar a comunicação. As empresas que têm compromisso com a inovação e estão alinhadas com a atualidade sabem da importância deste “ingrediente” para o sucesso de seus eventos.

A comédia e o humor estão diretamente relacionados com sentimentos agradáveis como a alegria e a sensação de felicidade, e copiando o poeta Mario Quintana que sabiamente disse: “Uma vida não basta ser vivida, precisa ser sonhada”, eu modestamente diria: “Uma vida não basta ser vivida, precisa ser divertida”.

Uma das grandes conquistas da minha vida profissional foi poder unir duas grandes paixões dentro do meu trabalho: A Mágica e o Humor.

Duas artes que, a princípio podem parecer distantes e incompatíveis, mas que na verdade fazem um casamento perfeito quando combinadas da maneira correta, pois ambas são fruto de profundo estudo e do domínio das técnicas. Ambas requerem habilidades específicas e talento, e tanto a mágica como o humor, submetem, simultaneamente, quem executa e quem assiste a um constante desafio e exercício de inteligência.

É sempre um grande privilégio apresentar minhas Palestras Motivacionais com o intuito de entreter, divertir de forma inteligente, e, ao mesmo tempo, compartilhar experiências, conhecimento e informação em eventos corporativos e educacionais por todo Brasil e em alguns países do exterior, mas sempre utilizando o humor como elemento fundamental das apresentações, transformando a palestra em uma ferramenta de alto impacto para a motivação dos participantes de eventos e contribuindo na disseminação de metas e objetivos das organizações.

A eficácia e o sucesso desta metodologia podem ser comprovados pelo alto grau de satisfação mensurado ao final de cada apresentação, pelos depoimentos colhidos e pela repercussão causada pelas palestras.

Mas como eu já disse no início, “o humor é bom de ser desfrutado”, e antes que os leitores percam o seu bom humor, vale a sabedoria popular: Rir é o melhor remédio. Provem essa receita no trabalho, nos estudos e no dia-a-dia e depois me digam se é verdade!

Para encerrar vale lembrar que alguns eventos envolvem grande produção, pirotecnia e “glamour” outros são modestos e objetivos. Por experiência posso afirmar que todos são importantes formas de celebração, mas independente do tamanho e da produção de cada evento, invariavelmente de um lado estão: Empresas que precisam ser modernas, ágeis, inovadoras, competitivas e principalmente prósperas e, de outro lado: Pessoas, seres humanos, que querem ser felizes e bem sucedidas. Nesta equação caberá às empresas, entre outras coisas, remunerar, reconhecer e celebrar, como foi dito anteriormente, e a nós, seres humanos envolvidos neste processo, o desafio de identificar no nosso interior o real significado destas duas palavras. Não devemos nos prender apenas ao que a mídia ou a sociedade convencionou chamar de sucesso e felicidade. É muito comum acharmos que sucesso é a conquista de bens materiais e demonstrações públicas de bem estar.

Cuidado: Você pode acabar comprando o que você não quer, com o dinheiro que você não tem, para mostrar para um monte de gente indiferente, uma coisa que você não é!

Fazer sucesso é fazer bem feito, fazer direito, executar bem uma tarefa, cumprir uma meta, enfim, ser bem sucedido no seu objetivo e, isto trará a satisfação do “dever cumprido”, que é um dos ingredientes da felicidade. O dicionário Aurélio define felicidade como uma sensação: “O estado de ser feliz”, portanto, desejo a vocês que esta sensação dure muito.

Sucesso, Felicidades e Muita Alegria a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *